Paul

novembro 23, 2010 at 7:13 pm 4 comentários

E aí que, ontem, eu fui no show do Paul McCartney… =)

Era um sonho antigo até, já que em casa nós crescemos ouvindo não só as músicas, mas todas as histórias dos Beatles contadas pela fã número 1 dos caras – minha mãe.

Ao lado dela no show, pude entender a diferença que era ter um ídolo na adolescêncida de algumas décadas atrás. A emoção, nitidamente, era diferente. E não é a toa! Na minha época, por exemplo, já tinha a internet, as mil revistas, os programas da MTV. Na dela, tudo se resumia em notícias pingadas, que eram esperadas ansiosamente por todas as meninas da turma.

Hoje, você baixa na hora a música nova da banda, enquanto ela escrevia o nome em um papel e esperava o pai trazer o disco da viagem pra São Paulo. Sem contar tudo que eles representaram pra geração, em todos os sentidos possíveis.

Acho que essa essência e toda a experiência que isso representava, nós (que temos 20 e poucos anos) nunca vivemos de verdade. Até porque, os ídolos da nossa geração não mudaram tanto o mundo assim, convenhamos.

Claro, The Beatles não foram os únicos. Mas eles foram “os caras”! Ame ou odeie, mas muito do que você já ouviu, vestiu ou leu, foi inspirado no movimento que eles guiaram.

Mal sabia eu que ontem eu veria o que tudo isso influenciou. De vovôs a netinhos, ontem eu vi um show lotado de famílias, grupos de amigos, casais, pessoas de todos os estilos, tipos e idades cantando as mesmas músicas.

Se isso já era previsto por eles ou deveria ser previsto por nós? Não sei…
Só sei que Paul me fez sentir uma nostalgia de algo que eu sequer vivi. E, ironicamente, foi inesquecível!

Anúncios

Entry filed under: jucasemiro.

Título Filmspired

4 Comentários Add your own

  • 1. Aninha Soler  |  novembro 24, 2010 às 8:31 am

    Ahhhhhhhhhh….DO CARALHO!!!! (pode falar palavrão???)

    Eu tava lá também, pertinho de vcs, com a minha Mamma. Foi LINDO de se ver…todo mundo cantava, filmava (pra ter provas de que realmente foi), chorava e pulava. LINDO!

    Responder
  • 2. Cá Dias  |  novembro 24, 2010 às 9:43 am

    Aí, droga, saco, viu!?? Queria mto ter ido, com certeza foi uma emoção única! Tks Jubs por compartilhar um pouco dela com a gente! Deu pra ficar arrepiada com a sua descrição, AMEI!!!
    xoxoxoxoxo

    Responder
  • 3. Gabriela Marques  |  novembro 24, 2010 às 1:08 pm

    Você disse TUDO o que eu queria dizer! (as usual!)
    Foi realmente indescritível e estar com meus pais e ver os olhos deles brilhando daquele jeito foi algo memorável…
    É impressionante como os caras revolucionaram a música, os conceitos, o mundo…
    Estou em transe até agora depois do show…
    “live and let die”!! :)

    Responder
  • 4. Norma  |  novembro 25, 2010 às 5:48 pm

    Em meio a outras emoções fortes da semana, essa toda hora me vem à cabeça: a de um Paul muito feliz que curtiu com a gente cada momento do show… não sei quem aproveitou mais, se nós ou ele… foi simplesmente lindo!… =)
    Ju, quem sabe agora consigo ter uma filha beatlemaníaca?… rs

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Oi, tudo bem?

Ju Casemiro. Publicitária. Curiosa. Preguiçosa. Dramática. E com algumas qualidades também! =)


%d blogueiros gostam disto: