#dúvida

junho 29, 2010 at 3:24 pm 12 comentários

Eu me questionei durante muito tempo sobre começar um blog. Não tinha idéia do que faria por não ter noção se as pessoas gostariam/perderiam tempo entrando aqui pra ler as besteiras que tenho pra falar. Afinal, quem sou eu, nesse universo sem fim, pra querer qualquer tipo de destaque, né? Aí começou o drama: me limitei. Limitar-se foi o erro, porque é o divisor de águas entre “ser” e “apenas existir”. Em um ambiente profissional (por ex.), ok, mas e “na vida lá fora”? Acho que limitar-se é bullshit total.

Acredito, de verdade, que o problema mesmo é deixar-se limitar. Abriu uma brecha pra isso – ESQUECE – é quase um caminho sem volta. A maioria está disposta a limitar, a julgar e dificultar seu processo, só não pode achar que qualquer um está disposto a aconselhar. Mas tranquilo, se o mundo dá as voltas que quer, a gente pode dar algumas também, não?!

O “ser você mesmo” é um negócio que eu admiro horrores. É o maior dos desafios. Eu, por exemplo, sinto que fui/sou/serei várias “eus”, já que tudo depende do contexto. Mas só eu, sozinha, comigo mesma, é que sei entender o que gosto, o que penso, o que quero seguir e tralala. Até que vem o maior dos problemas: você nunca está sozinho de verdade.

Conseguir traduzir seu jeito e suas vontades pra que todos aceitem e respeitem beira o impossível. O ponto que quero chegar é ridículo, mas é um ponto: porque não tentar mais? Preguiça? Insegurança? Desapego? Outro dia eu vi um monte de gente questionando o fato de pessoas da nossa (minha) geração (20 e poucos anos) lamentar a perda de Saramago. Poxa, eu li, eu gostei, mudou minha vida. Posso gostar ou é “coisa de velho”? Eu ouço Michael Jackson desde criancinha, porque sempre tocou na minha casa, então posso chorar a morte dele por dor ou parece que só estou imitando metade da população mundial?

Eu já falei aqui que ser idiota é bom negócio. Mas ser um babaca é um pouquinho diferente. Eu não ENTENDO de arte, mas eu ADORO arte. Eu não ENTENDO de Rock, mas posso criticar se não gostar de uma banda X. A questão é ter opinião – e olha que eu não tenho muita paciência com quem tem opinião sobre tudo! Mas acreditar nas coisas que mexem, emocionam, tocam ou que geram sensações é estar vivo, ué! Sejam boas e/ou ruins. E ponto. Defende o seu. Peita aí.

Gente nova pagando de intelectual é um saco, mas tem muita gente inteligente, culta, boa pra discutir política, problemas ambientais e o mundo das celebridades. Ainda bem! Tem assunto pra tudo, até pro elevador. Só acho chato questionar. Nós vivemos na geração da tatuagem do Carpe Diem. É a massificação de um lance todo diferente. Warhol deve dar cambalhota no túmulo com essas coisas. Mas vou te falar que eu ainda prefiro ler as tatuagens com nomes que “só por Deus” do que essa… É criativo, pelo menos. Ou estou falando besteira?

O questionamento todo veio porque comecei a ver que, em grande maioria, a “geração de hoje” ironiza/não acredita em quem gosta de “coisas diferentes”. Aí eu pergunto: se hoje, nós tatuamos Carpe Diem, o que nossos netos vão tatuar? #Prontofalei???

A se pensar… Ou não, né?

Anúncios

Entry filed under: jucasemiro.

Hellcome, Monday! Well, hello… It’s FRIDAY!

12 Comentários Add your own

  • 1. Cá Dias  |  junho 29, 2010 às 3:40 pm

    Amiga, AMEI o desabafo! Concordo com tudo que vc falou, é mto fácil julgar, o difícil é dar a cara tapa, dizer eu sou assim e pronto, goste quem quiser! Não é mesmo?!? Enfim, como sempre seu texto nos fazendo pensar e analisar a situação pela qual estamos passando…agora, quanto à tatuagem, não sei se vai ser #prontofalei, mas espero que sim, que a próxima geração venha regada de menos pré-conceitos e de mais, muito mais, conceitos!
    xoxoxoxoxo

    Responder
  • 2. nisoler  |  junho 29, 2010 às 5:34 pm

    Adorei o desabafo, Ju!!!!! E concordo 100%

    Responder
  • 3. Daniel K.  |  junho 29, 2010 às 6:08 pm

    Sensacional

    Responder
  • 4. di  |  junho 29, 2010 às 6:11 pm

    Muito bom mesmo!

    Responder
  • 5. Elaine  |  junho 30, 2010 às 9:56 am

    Minha filha adotada, adorei o seu desabafo, vc continua sendo essa menina linda!!!
    bjs e saudades

    Responder
    • 6. jucasemiro  |  junho 30, 2010 às 10:11 am

      Mamis!!!!!!!! Que surpresa mais incrível ter você aqui!
      To muitoooo feliz mesmo! Sinto sua falta!
      Beijos enormes e volte sempre =)

      Responder
  • 7. Gabriela Marques  |  julho 1, 2010 às 6:25 pm

    Juli; amiga querida;

    Não tenha #dúvidas… nem por 1 segundo sequer.
    Continue… fale, critique, grite, desabafe, make fun of, fale sério sobre, ame alguma coisa, ou deteste, ou simplesmente don´t care . Pire, conteste, express yourself, chore jabulanis, espere ansiosa por estreias e shows e a última moda de Paris.

    Continue com seu blog cheio de novidades, questionamentos, informações, opiniões, arte, música, cultura, bullshit, etc.

    O mais importante não é o que tem nele, é o tanto de VOCÊ que tem nele. E que o faz assim tão único, como você.

    Beijos da sua fã!

    Responder
    • 8. Cá Dias  |  julho 2, 2010 às 2:34 pm

      ADOREI o comment, disse tudo que nós, fãs do Tá bom, vai, gostaríamos de dizer após esse post/desabafo e não conseguimos expressar tão bem em palavras!! Arrasou!!

      Responder
      • 9. jucasemiro  |  julho 8, 2010 às 5:33 pm

        =) !!!!!!
        Muito feliz pela visita sempre e eu posso sentir tudo isso no SEU jeito de expressar, acredite!!!!!

    • 10. jucasemiro  |  julho 8, 2010 às 5:32 pm

      Nossa, você acabou comigo nessa última frase!!!!
      É muito bom saber que pude cruzar com pessoas como você nessa vida… Esse tipo de estímulo vale MUITO MESMO, você não tem idéia!!!!
      Beijos, Ga… with all my heart!!! =)

      Responder
  • 11. Norma  |  julho 5, 2010 às 3:05 pm

    Pensa que já não tinha lido? Tinha… mas fiquei de voltar depois pq não sabia o que dizer, naquele momento, sobre a ‘piquinininha’ que me surpreende a cada dia.
    Ju, muito bom que vc continua sendo piquinininha, mas não é mais aquela ‘Jujuju’ de antes! =)

    Responder
    • 12. jucasemiro  |  julho 8, 2010 às 5:30 pm

      Muito bom receber essas palavras de você!!!! =)

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Oi, tudo bem?

Ju Casemiro. Publicitária. Curiosa. Preguiçosa. Dramática. E com algumas qualidades também! =)


%d blogueiros gostam disto: